DROGASIL

VOCE ENCONTRA OS MELHORES PREÇOS DE SEUS MEDICAMENTOS NA DRIGASIL - VISITE-NOS.

LAVRAS NOSSA CIDADE

CONHEÇA LAVRAS - ANUNCIE AQUI

CIDADANIA

LIÇÃO DA CIDADANIA PARA O DIA A DIA - CUIDE DA SUA CIDADE

CONHEÇA OLIVEIRA

ANUNCIE AQUI

CONHEÇA ITAJUBÁ

ANUNCIE AQUI

CONHEÇA IJACÍ

ANUNCIE AQUI

ELEITOR CONSCIENTE

NÃO VENDA SEU VOTO ELEITOR! A VÍTIMA SERÁ VOCE MESMO.

VISTA PARCIAL DE LAVRAS

CENTRO DE LAVRAS VISTO DO JARDIM GLÓRIA

CONHEÇA PERDÕES

ANUNCIE AQUI

Delicioso Cardápio, venha ou peça que nós entregamos em domicílio!!!

Marmitex média 6, 00 grande 8, 00 - Em Lavras - Rua Alvaro Botelho próximo ao INSS

HUMOR

xxxxxxxx

TIRE ISSO DA SUA VIDA

VEREADOR FELIZARDO CHAMA O POVO DE IDIOTA DUTANTE A SESSÃO

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Residencial Fonte Verde foi entregue nesta quinta-feira, para alegria das pessoas que aguardavam suas casas.


Foram entregues nesta quinta-feira (30/10), às 16h30 as 495 casas populares do Residencial Fonte Verde. O evento  foi la mesmo no bairro Serra Verde, próximo ao Trevo do Gato Preto – às margens da BR-265. 

A solenidade contou com a presença do prefeito Silas Costa Pereira, do superintendente regional da Caixa, Marcelo Bomfim, Carlos Alberto Pereira e a Deputada Federal Damina Pereira e demais autoridades municipais.

O empreendimento foi destinado à famílias com renda de até R$ 1,6 mil (Faixa I), recebeu investimento total de R$ 24,7 milhões, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

Foram construídas 480 unidades com área privativa de 39,54 m² e 15 unidades com área de 51,45m² adaptadas para portadores de necessidades especiais. Todas as residências são divididas em 2 quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, com piso cerâmico em todos os ambientes. O valor das unidades habitacionais é de R$ 50 mil.

O residencial está equipado com infraestrutura completa, pavimentação, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem, energia elétrica e disponibilidade de acesso ao transporte público. A obra foi executada pelo Grupo CAP de Carlos Alberto Pereira.







Youssef: “O Planalto sabia de tudo!” Delegado: “Quem do Planalto?” Youssef: “Lula e Dilma”

O doleiro Alberto Youssef afirma em depoimento à Polícia Federal que o ex e a atual presidente da República não só conheciam como também usavam o esquema de corrupção na Petrobras


EM VÍDEO - As declarações de Youssef sobre Lula e Dilma foram prestadas na presença de um delegado, um procurador da República e do advogado (Ilustração Lézio Jr./VEJA)

A Carta ao Leitor desta edição termina com uma observação altamente relevante a respeito do dever jornalístico de publicar a reportagem a seguir às vésperas da votação em segundo turno das eleições presidenciais: “Basta imaginar a temeridade que seria não publicá-la para avaliar a gravidade e a necessidade do cumprimento desse dever”. VEJA não publica reportagens com a intenção de diminuir ou aumentar as chances de vitória desse ou daquele candidato. VEJA publica fatos com o objetivo de aumentar o grau de informação de seus leitores sobre eventos relevantes, que, como se sabe, não escolhem o momento para acontecer. Os episódios narrados nesta reportagem foram relatados por seu autor, o doleiro Alberto Youssef, e anexados a seu processo de delação premiada. Cedo ou tarde os depoimentos de Youssef virão a público em seu trajeto na Justiça rumo ao Supremo Tribunal Federal (STF), foro adequado para o julgamento de parlamentares e autoridades citados por ele e contra os quais garantiu às autoridades ter provas. Só então se poderá ter certeza jurídica de que as pessoas acusadas são ou não culpadas.

Na última terça-feira, o doleiro Alberto Youssef entrou na sala de interrogatórios da Polícia Federal em Curitiba para prestar mais um depoimento em seu processo de delação premiada. Como faz desde o dia 29 de setembro, sentou-se ao lado de seu advogado, colocou os braços sobre a mesa, olhou para a câmera posicionada à sua frente e se pôs à disposição das autoridades para contar tudo o que fez, viu e ouviu enquanto comandou um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de movimentar 10 bilhões de reais. A temporada na cadeia produziu mudanças profundas em Youssef. Encarcerado des­de março, o doleiro está bem mais magro, tem o rosto pálido, a cabeça raspada e não cultiva mais a barba. O estado de espírito também é outro. Antes afeito às sombras e ao silêncio, Youssef mostra desassombro para denunciar, apontar e distribuir responsabilidades na camarilha que assaltou durante quase uma década os cofres da Petrobras. Com a autoridade de quem atuava como o banco clandestino do esquema, ele adicionou novos personagens à trama criminosa, que agora atinge o topo da República.

Comparsa de Youssef na pilhagem da maior empresa brasileira, o ex-diretor Paulo Roberto Costa já declarara aos policiais e procuradores que nos governos do PT a estatal foi usada para financiar as campanhas do partido e comprar a fidelidade de legendas aliadas. Parte da lista de corrompidos já veio a público. Faltava clarear o lado dos corruptores. Na ter­ça-feira, Youssef apre­sentou o pon­­to até agora mais “estarrecedor” — para usar uma expressão cara à pre­sidente Dilma Rous­seff — de sua delação premiada. Perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo:

— O Planalto sabia de tudo!

— Mas quem no Planalto? — perguntou o delegado.

— Lula e Dilma — respondeu o doleiro.

Para conseguir os benefícios de um acordo de delação premiada, o criminoso atrai para si o ônus da prova. É de seu interesse, portanto, que não falsifique os fatos. Essa é a regra que Yous­sef aceitou. O doleiro não apresentou — e nem lhe foram pedidas — provas do que disse. Por enquanto, nesta fase do processo, o que mais interessa aos delegados é ter certeza de que o de­poente atuou diretamente ou pelo menos presenciou ilegalidades. Ou seja, querem estar certos de que não lidam com um fabulador ou alguém interessado apenas em ganhar tempo for­necendo pistas falsas e fazendo acu­sações ao léu. Youssef está se saindo bem e, a exemplo do que se passou com Paulo Roberto Costa, o ex-diretor da Petrobras, tudo indica que seu processo de delação premiada será homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na semana passada, ele aumentou de cerca de trinta para cinquenta o número de políticos e autoridades que se valiam da corrupção na Petrobras para financiar suas campanhas eleitorais. Aos investigadores, Youssef detalhou seu papel de caixa do esquema, sua rotina de visitas aos gabinetes poderosos no Executivo e no Legislativo para tratar, em bom português, das operações de lavagem de dinheiro sujo obtido em transações tenebrosas na estatal. Cabia a ele expatriar e trazer de volta o dinheiro quando os envolvidos precisassem.

Uma vez feito o acordo, Youssef terá de entregar o que prometeu na fa­se atual da investigação. Ele já con­tou que pagava em nome do PT mesadas de 100 000 a 150 000 reais a ­parlamentares aliados ao partido no Congresso. Citou nominalmente a ex-mi­nistra da Casa Civil Gleisi Hoff­mann, a quem ele teria repassado 1 mi­lhão de reais em 2010. Youssef disse que o dinheiro foi entregue em um shopping de Curitiba. A senadora ne­gou ter sido beneficiada.

Entre as muitas outras histórias consideradas convincentes pelos investigadores e que ajudam a determinar a alta posição do doleiro no esquema — e, consequentemente, sua relevância pa­ra a investigação —, estão lembranças de discussões telefônicas entre Lula e o ex-deputado José Janene, à época líder do PP, sobre a nomeação de operadores do partido para cargos estratégicos do governo. Youssef relatou um episódio ocorrido, segundo ele, no fim do governo Lula. De acordo com o doleiro, ele foi convocado pelo então presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, para acalmar uma empresa de publicidade que ameaçava explodir o esquema de corrupção na estatal. A empresa quei­xa­va-­se de que, depois de pagar de forma antecipada a propina aos políticos, tive­ra seu contrato rescindido. Homem da confiança de Lula, Gabrielli, segundo o doleiro, determinou a Youssef que captasse 1 milhão de reais entre as empreiteiras que participavam do petrolão a fim de comprar o silêncio da empresa de publicidade. E assim foi feito.

Gabrielli poderia ter realizado toda essa manobra sem que Lula soubesse? O fato de ter ocorrido no governo Dilma é uma prova de que ela estava conivente com as lambanças da turma da estatal? Obviamente, não se pode condenar Lula e Dilma com base apenas nessa narrativa. Não é disso que se trata. Youssef simplesmente convenceu os investigadores de que tem condições de obter provas do que afirmou a respeito de a operação não poder ter existido sem o conhecimento de Lula e Dilma — seja pelos valores envolvidos, seja pelo contato constante de Paulo Roberto Costa com ambos, seja pelas operações de câmbio que fazia em favor de aliados do PT e de tesoureiros do partido, seja, principalmente, pelo fato de que altos cargos da Petrobras envolvidos no esquema mudavam de dono a partir de ordens do Planalto.

Os policiais estão impressionados com a fartura de detalhes narrados por Youssef com base, por enquanto, em sua memória. “O Vaccari está enterrado”, comentou um dos interrogadores, referindo-se ao que o do­leiro já narrou sobre sua parceria com o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto. O doleiro se comprometeu a mostrar documentos que comprovam pelo menos dois pagamentos a Vaccari. O dinheiro, desviado dos cofres da Petrobras, teria sido repassado a partir de transações simuladas entre clientes do banco clandestino de Youssef e uma empresa de fachada criada por Vaccari. O doleiro preso disse que as provas desses e de outros pagamentos estão guardadas em um arquivo com mais de 10 000 notas fiscais que serão apresentadas por ele como evidências. Nesse tesouro do crime organizado, segundo Youssef, está a prova de uma das revelações mais extraordinárias prometidas por ele, sobre a qual já falou aos investigadores: o número das contas secretas do PT que ele operava em nome do partido em paraísos fiscais. Youssef se comprometeu a ajudar a PF a localizar as datas e os valores das operações que teria feito por instrução da cúpula do PT.

Depois da homologação da de­lação premiada, que parece assegurada pelo que ele disse até a semana passada, Youssef terá de apresentar à Justiça mais do que versões de episódios públicos envolvendo a presidente. Pela posição-chave de Youssef no esquema, os investigadores estão con­fiantes em que ele produzirá as provas necessárias para a investigação prosseguir. Na semana que vem, Alberto Youssef terá a oportunidade de relatar um episódio ocorrido em março deste ano, poucos dias antes de ser preso. Youssef dirá que um integrante da ­coor­­denação da campanha presidencial do PT que ele conhecia pelo nome de “Felipe” lhe telefonou para marcar um encontro pessoal e adiantou o assunto: repatriar 20 milhões de reais que seriam usados na cam­panha presidencial de Dilma Rous­seff. Depois de verificar a origem do telefonema, Youssef marcou o encontro que nunca se concretizou por ele ter se tornado hóspede da Polícia Federal em Curitiba. Procurados, os defensores do doleiro não quiseram comentar as revelações de Youssef, justificando que o processo corre em segredo de Justiça. Pelo que já contou e pelo que promete ainda entregar aos investigadores, Youssef está materializando sua amea­ça velada feita dias atrás de que iria “chocar o país”.

DINHEIRO PARA O PT 
Lula Marques/Folhapress/VEJA


Alberto Youssef também voltou a detalhar os negócios que mantinha com o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, homem forte da campanha de Dilma e conselheiro da Itaipu Binacional. Além de tratar dos interesses partidários com o dirigente petista, o doleiro confi rmou aos investigadores ter feito pelo menos duas grandes transferências de recursos a Vaccari. O dinheiro, de acordo com o relato, foi repassado a partir de uma simulação de negócios entre grandes companhias e uma empresa-fantasma registrada em nome de laranjas mas criada pelo próprio Vaccari para ocultar as operações. Ele nega

ENTREGA NO SHOPPING
Sérgio Lima/Folhapress/VEJA


Alberto Youssef confirmou aos investigadores o que disse o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa sobre o dinheiro desviado da estatal para a campanha da exministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann (PT-PR) ao Senado, em 2010. Segundo ele, o repasse dos recursos para a senadora petista, no valor de 1 milhão de reais, foi executado em quatro parcelas. As entregas de dinheiro foram feitas em um shopping center no centro de Curitiba. Intermediários enviados por ambos entregaram e receberam os pacotes. Em nota, a senadora disse que não recebeu nenhuma doação de campanha nem conhece Paulo Roberto Costa ou Alberto Youssef

ELE TAMBÉM SABIA
Sérgio Lima/Folhapress/VEJA


Durante o segundo mandato de Lula, o doleiro contou que foi chamado pelo presidente da Petrobras, José sergio Gabrielli, para tratar de um assunto que preocupava o Planalto. Uma das empresas com contratos de publicidade na estatal ameaçava revelar o esquema de cobrança de pedágio. Motivo: depois de pagar propina antecipadamente, a empresa teve seu contrato rescindido. Ameaçado pelo proprietário, Gabrielli pediu ao doleiro que captasse 1 milhão de reais com as empreiteiras do esquema e devolvesse a quantia à empresa de publicidade. Gabrielli não quis se pronunciar

CONTAS SECRETAS NO EXTERIOR
VEJA


Desde que Duda Mendonça, o marqueteiro da campanha de Lula em 2002, admitiu na CPI dos Correios ter recebido pagamentos de campanha no exterior (10 milhões de dólares), pairam sobre o partido suspeitas concretas da existência de dinheiro escondido em paraísos fi scais. Para os interrogadores de Alberto Youssef, no entanto, essas dúvidas estão começando a se transformar em certeza. O doleiro não apenas confi rmou a existência das contas do PT no exterior como se diz capaz de ajudar a identifi cá-las, fornecendo detalhes de operações realizadas, o número e a localização de algumas delas.

UM PERSONAGEM AINDA OCULTO
VEJA


O doleiro narrou a um interlocutor que seu esquema criminoso por pouco não atuou na campanha presidencial deste ano. Nos primeiros dias de março, Youssef recebeu a ligação de um homem, identifi cado por ele apenas como “Felipe”, integrante da cúpula de campanha do PT. Ele queria os serviços de Youssef para repatriar 20 milhões de reais que seriam usados no caixa eleitoral. Youssef disse que chegou a marcar uma segunda conversa para tratar da operação, mas o negócio não foi adiante porque ele foi preso dias depois. Esse trecho ainda não foi formalizado às autoridades.



Crédito: Broglio/AP/VEJA


ATÉ A MÁFIA FALOU - Tommaso Buscetta, o primeiro mafi oso a fazer delação premiada. Na Sicília, seu sobrenome virou xingamento

​Quem delata pode mentir?

Alexandre Hisayasu

A delação premiada tem uma regra de ouro: quem a pleiteia não pode mentir. Se, em qualquer momento, fi car provado que o delator não contou a verdade, os benefícios que recebeu como parte do acordo, como a liberdade provisória, são imediatamente suspensos e ele fica sujeito a ter sua pena de prisão aumentada em até quatro anos.

Para ter validade, a delação premiada precisa ser combinada com o Ministério Público e homologada pela Justiça. O doleiro Alberto Youssef assinou o acordo com o MP no fi m de setembro. Desde então, vem dando depoimentos diários aos procuradores que investigam o caso Petrobras. Se suas informações forem consideradas relevantes e consistentes, a Justiça - nesse caso, o Supremo Tribunal Federal, já que o doleiro mencionou políticos - homologará o acordo e Youssef será posto em liberdade, como já ocorreu com outro delator envolvido no mesmo caso, Paulo Roberto Costa. O ex-diretor da Petrobras deu detalhes ao Ministério Público e à Polícia Federal sobre o funcionamento do esquema milionário de pagamento de propinas que funcionava na estatal e benefi ciava políticos de partidos da base aliada do governo. Ele já deixou a cadeia e aguarda o julgamento em liberdade. O doleiro continua preso.

Até o ano passado, a lei brasileira previa que o delator só poderia usufruir os benefícios do acordo de delação ao fi m do processo com o qual havia colaborado - e se o juiz assim decidisse. Ou seja, apenas depois que aqueles que ele tivesse incriminado fossem julgados é que a Justiça resolveria se o delator mereceria ganhar a liberdade. Desde agosto de 2013, no entanto, esses benefícios passaram a valer imediatamente depois da homologação do acordo. “Foi uma forma de estimular a prática. Você deixa de punir o peixe pequeno para pegar o grande”, diz o promotor Arthur Lemos Júnior, que participou da elaboração da nova lei.

Mais famoso - e prolífero - delator da história recente, o mafi oso Tommaso Buscetta levou à cadeia cerca de 300 comparsas. Preso no Brasil em 1983, fechou acordo com a Justiça italiana e foi peça-chave na Operação Mãos Limpas, responsável pelo desmonte da máfi a siciliana. Depois disso, conseguiu proteção para ele e a família e viveu livre nos Estados Unidos até sua morte, em 2000.

AFAS BH e OAB Lavras realizaram o Chá Rosa que visa mobilizar as mulheres para se prevenirem contra o Câncer de Mama


Resumo: A AFAS BH em parceria com a Subseção da OAB de Lavras realizaram o Chá Rosa para mobilizar as mulheres a fazerem o exame de mamografia na prevenção contra o câncer.


O Chá Rosa, criado para comemorar o mês de mobilização para a prevenção do câncer de mama, Outubro Rosa, através da mamografia, foi realizado pela AFAS/BH e Subseção da OAB Lavras no salão de festas da Praça de Esportes do Oitavo Batalhão e teve a participação do Chefe do Estado Maior da 6ª RPM, Tenente Coronel PM Silvano Pereira da Silva, representando o comandante da Sexta Região de Polícia Militar, Coronel PM Luís Rogério de Assis, da Presidente da Associação Feminina de Assistência Social e Cultural (AFAS), Regina Silva Sant'Ana, da Presidente da Subseção da 17ª OAB Lavras, Dra. Roseli Siqueira Coelho Vilela, da Coordenadora do Lar e Vida, Maria de Fátima Unes Ticle e da Reitora do Unilavras, Cristiane Lunkes Argenta, além das servidoras militares e civis da 6ª RPM.

Três palestras foram apresentadas e contagiaram  as convidadas.  A primeira palestra foi ministrada pelo médico Mastologista do Hospital Militar - 2º Tenente PM, Henrique Silva Bartels, do Quadro de Oficiais de Saúde da PMMG. A Segunda palestra foi proferida pela Dra. Gisele Galvão, advogada, que falou sobre os direitos dos portadores de câncer. E por último, a paciente de câncer de mama Rosilaine Oliveira, em fase final de tratamento, fez um depoimento sobre sua luta pela vida. As fotos de pacientes de câncer de mama, que recebem o apoio do  Lar e Vida, chamou a atenção dos presentes.

Com o tema “Não enrola Sueli”, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) traz o outubro Rosa, que chama a atenção das mulheres para a realização de mamografias para o diagnóstico do câncer de mama e assim conseguir intensificar as ações de prevenção da doença. A mamografia é apontada por especialistas como a principal forma de cura. Segundo a SES, em 2013 cerca 5.000 mulheres morreram de câncer de mama, quando foram realizados realizados apenas 162 mil exames de mamografia e que indicaram 748 mulheres com a doença. O cálculo é de que Minas Gerais poderá registrar neste ano, 5.210 novos casos de câncer de mama. Por isso, a mobilização para aumentar o número de pacientes que farão o exame de mamografia se faz necessária.
Opiniões
Henrique Silva Barlels, Mastologista do Hospital Militar-2º Tenente PM
“As mulheres de baixo risco devem fazer o exame de mamografia anualmente, a partir dos 40 anos. As mulheres de todas as idades devem fazer o autoexame de mama, consultar anualmente o Mastologista a partir dos 40 anos ou pelo menos o Ginecologista todo ano. O medo do diagnóstico é o principal motivo das pessoas não realizarem o exame, mas o índice de cura é elevadíssimo com o diagnóstico precoce.”



Cristiane Lunkes Argenta, Reitora do Unilavras
“O principal passo é a conscientização das mulheres de todas as classes sociais, de todas a idades em relação à prevenção do câncer de mama. É brilhante essa iniciativa para tratar de um assunto tão importante.”

Gisele Galvão, advogada
“Os direitos, que têm os portadores de câncer na legislação brasileira são: o tratamento no prazo máximo de 60 dias, que pode ser reduzido dependendo do caso, a plástica de reconstrução mamária, a quitação do imóvel no Sistema Financeiro Habitacional, a aposentadoria por invalidez, o auxílio doença, num total de 26 direitos. A maioria das pessoas não sabem que tem esse direito e não os solicitam.”



Maria de Fátima Unes Ticle, Coordenadora de Eventos do Lar e Vida
“Essa mobilização é importante demais, porque conscientiza e previne as mulheres para que a busca da cura do câncer seja real. O Lar e vida é um a casa de apoio, mas o que falta em Lavras é o tratamento oncológico pelo SUS. Nós temos quase 500 assistidas e é um trabalho de apoio para a continuidade  em tratamento para o resgate da autoestima do paciente e para a pessoa não se sentir sozinha. É uma luta.”

Rosilaine Aparecida Naves Oliveira, portadora de câncer há um ano e34 anos de idade
“Eu sentia certas dores e o médico suspeitou de um nódulo. Ele pediu monografia, e ultrassom, que constatou que eu  estava com câncer de mama maligno. É difícil, mas eu tenho que lutar por que tenho dois filhos e um marido acidentado que precisam de mim. Tenho uma família que me ama. Mulheres, não demorem a se tocarem, a procurarem um médico para diagnosticar o mais rápido possível, mesmo que não seja nada.”

Roseli Siqueira Coelho Vilela, presidente da 17ª Subseção da OAB-MG
“Às vezes, a gente não dá tanta importância a isso, pois  o câncer de mama é mais comum. Mas é por isso  mesmo, que todas nós temos que nos prevenir.”

Regina Silva Sant'Anna, Presidente da AFAS/BH
“A AFAS tem uma parceria com a Secretaria Estadual de Saúde no programa Mães de Minas que trabalha com gestantes. Fui convidada para ser uma das madrinhas do Outubro Rosa deste ano e surgiu a ideia de fazer esse evento em Lavras em parceria com a OAB, que espero que perdure nos anos seguintes. Qualquer pessoa pode ter acesso ao programa Mães de Minas  para obter material, palestra e divulgação.”

 Tenente Coronel Silvano Pereira da Silva, Chefe do Estado Maior da 6ª RPM
“É uma iniciativa de suma importância, uma vez que a medicina e a ciência tem nos mostrado que a prevenção é o melhor caminho para esta doença. Foi muito bem planejado e executado o evento Chá Rosa.”




Assessoria de Comunicação Organizacional
Sexta Região de Polícia Militar
Lavras-MG




Nota de Ocorrências na abrangência da 6ª RPM - CAMPO BELO - TRÊS CORAÇÕES - OLIVEIRA E BOA ESPERANÇA

Produzida em 30/10/2014 referente às ocorrências de 29/10/14 e enviada, conforme solicitação.


LESÃO CORPORAL (VÍTIMA AGENTE PENITENCIÁRIO).
Em 29/10/2014 no final da tarde em Campo Belo-MG, compareceram a Cia Esp. PM, um homem de 28 ANOS e a testemunha, também de 28 ANOS, ambos AGENTES PENITENCIÁRIOS e lotados no presídio desta cidade, relatando que nesta data por volta de 08:30h, eles e mais 18(dezoito) agentes retiraram os presos das celas e os colocaram no pátio para fazerem a revista no interior destas, no intuito de verificar se havia objetos não autorizados em poder dos detentos. Doze agentes, com munições não letais, vigiavam os detentos,  quando um preso passou a incitar os demais presos contra estes agentes. Percebendo a atitude do detento, os agentes tentaram conduzir o preso líder do tumulto para fora do pátio para assim evitar uma rebelião, momento em que um AGENTE, ao tentar tirar o preso líder da confusão, foi agredido fisicamente por presos, atingido na perna com um objeto que cortou o seu fardamento e o lesionou na coxa direita. Além do ferimento do AGENTE, os detentos danificaram o detector de metal da carga da SUAPI

Os próprios agentes com o apoio de agentes penitenciários das cidades de TRÊS CORAÇÕES/MG, OLIVEIRA/MG e BOA ESPERANÇA/MG, conseguiram reverter a situação, reconduzindo os detentos para as suas respectivas celas. Mais de 130 (cento e trinta) presos participaram do tumulto no pátio, sendo que alguns se feriram e foram levados à UPA, submetidos à exame de corpo delito, liberados pelo médico legista e reconduzidos de volta às suas respectivas celas no presídio. O AGENTE, também foi levado à UPA e foi submetido ao exame de corpo delito, sendo também liberado pelo legista para suas atividades. A SUAPI identificou o autor, porém está analisando as imagens do circuito interno para identificar os outros autores e tomar as providências.



Assessoria de Comunicação Organizacional


ACO/6ªRPM
Porta Oficial de informação da Sexta Região de Polícia Militar
Confira diariamente todas as ocorrências e reportagens no Portal Corporativo da 6ª RPM

VEREADOR DE LAVRAS ESTUDANTE DE DIREITO, A TODO MOMENTO, DA PROVAS QUE TEM DIFICULDADE DE APRENDIZADO...


O vereador João Paulo Felizardo da provas o tempo todo de minhas suspeitas, refiro-me a minhas alegações de que ele trabalha para os Cherem. Até pouco tempo ele era líder do ex-prefeito cassado Marcos Cherem na câmara, mas parece que agora recebeu ordens de seus prováveis patrões para falar um monte de besteiras nas redes sociais, tal como um papagaio burro e acéfalo. Essa é a maneira deles encherem a cabeça das pessoas com mais mentiras e coisas impossíveis, certos de que ainda tem gente que engole. E tem não é mesmo? 

João Paulo Felizardo é estudante de direito na Unilavras, porém, acredita-se que ele tenha algum problema que lhe dificulte o aprendizado, ou então, é muito mais cara de pau que seus supostos donos. Digo isso, porque ele questionou o Juiz de primeira instancia, foram ofensivos todos eles, criticou a própria Corte da Segunda Instancia que cassou marcos Cherem chegando ao despautério de questionar todos os juízes do Supremo, até mesmo a Juíza Luciana Lóssio que eles tanto amavam... 

Quando eu digo "seus donos", é porque o vereador Mirim, cabeça oca, parece ser peça de manipulação a mercê do clã cherem desde os tempos de campanha. Ele têm enviado mensagens para vários celulares contendo propagandas de Fábio e Marcos Cherem, incluindo que o morto vai ressuscitar. Se formos analisar tudo isso, João Paulo não não estar na câmara para representar eleitores, ele representa antes os interesses de Marcos e Fábio Cherem. Está totalmente comprometido com os dois, deixando os interesses da comunidade de lado. Pelo visto, parece que em primeiro está sua sobrevivência na política, custe o custar. Na contra mão disso ele mesmo vem cuidando de arruiná-la.

O menino maluquinho dos cherem, além de cara de pau é um tremendo sacana, oriundo um histórico horrendo, marcado por aquele episódio tenebroso das carteirinhas de estudantes. Acredito que isso é uma mancha irreparável e rendeu-lhe repúdio por parte de várias pessoas, talvez isso ainda lhe dê dores de cabeça. Quem foi engando nunca esquece...

Esse mesmo vereador, tem pregado a volta de Marcos Cherem ao poder executivo nas redes sociais. Suas palavras além de absurdas não têm nada de proféticas. São antes provocativas. Sem nenhum fundamento jurídico e comprovando, que ele apesar de estudar direito, não consegue entender nada. Suas alegações mentirosas, podem inclusive vir a ser taxadas de criminosas, porque intencionam iludir a população com algo fora da realidade jurídica. Dão a entender, que eles querem intencionalmente causar confusão na opinião pública, dizendo que aquele morto político, enterrado pelos seus atos insanos, irá ressuscitar a qualquer momento voltando para acabar de desgovernar a administração pública.

No entanto, o que lhe causa revolta, é o fato evidente do atual prefeito estar se virando bem em meio as dificuldades que ele plantou. Senhor ex-prefeito, o senhor, bagunçou a administração Pública. É Ficha Suja! Assim que tiver acesso às informações sobre a real situação encontrada lá, vou tornar público toda essa zona que fizeram dentro e fora da prefeitura.

Eu só sei que eles trabalham juntos, usando de mentiras contadas repetidas vezes, para que elas venham a se tornar uma verdade pela força. Assim como um estelionatário, que mente quando engana sua vítima, o mentiroso age da mesma forma, pois ele engana muitas pessoas de uma só vez para atingir seus objetivos. 

O VEREADOR DEVERIA TER PROPOSTO ISSO A TV UFLA E A RÁDIO UNIVERSITÁRIA. POIS AMBAS NÃO PODEM RECEBER DINHEIRO, O QUE SERIA MUITO BEM VINDO. TAMBÉM EXISTEM VÁRIAS RÁDIOS COMUNITÁRIAS NA CIDADE QUE NÃO SÃO DE CUNHO COMERCIAL E QUE, PORTANTO, PODERIAM FAZER ESSAS TRANSMISSÕES DE GRAÇA. É MUITA HIPOCRISIA FELIZARDO...
A sordidez dos fatos e dos atos promovidos pelo vereador em nome do ex-prefeito banido da política lavrense por 8 anos, nos mostram que mesmo agora, continuam os mesmos. Nada mudou, o ex-prefeito nada aprendeu, todavia, parece prevalecer aquele forte desejo de vingança. Talvez esse seja seu mais forte sentimento, que nos foi demonstrado durante seu desgoverno. Termino dizendo que tudo que eles fazem de ruim, voltará como um bumerangue...

Mais vivo do que nunca, Aécio sai das urnas líder absoluto da oposição


Com mais de 51 milhões de votos, algo que não havia sido obtido por nenhum candidato que enfrentou o PT desde 2002, Aécio Neves (PSDB) retornará ao Senado como principal líder da oposição no país. Em um breve discurso, por volta das 21h20 no domingo de votação, o tucano deu sinais de que entendeu o recado que as urnas lhe transmitiram: "Saio desta eleição mais vivo do que nunca, mais sonhador do que nunca, e deixo esta campanha com o sentimento de que cumprimos nosso papel".
Nos últimos meses, Aécio conseguiu atrair apoios cruciais, como o da ex-senadora Marina Silva e do seu PSB, uniu seu partido e conseguiu uma votação acachapante justamente no Estado em que os tucanos imaginavam que ele teria dificuldade, dada a rivalidade das alas internas da sigla - o eleitorado de São Paulo deu 15,2 milhões de votos a Aécio.
Com 54 deputados federais eleitos, o partido terá alinhado a ele no Congresso Nacional DEM, PSB, PPS, PV, PSC e SD, que, em 2015, junto com o PSDB, formarão bancada de 155 deputados federais.
No Senado, a oposição terá 24 das 81 cadeiras e contará com nomes de peso, além do próprio Aécio, como os ex-governadores José Serra (PSDB-SP), Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Tasso Jereissati (PSDB-CE), e os hoje deputados Romário (PSB-RJ) e Ronaldo Caiado (DEM-GO). "Vamos atuar com firmeza e combatendo tudo o que combatemos nessa campanha para que se afaste o fantasma da corrupção, dos desmandos, da desorganização que são típicos do governo petista", disse José Serra.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

PT nos prova que o crime às vezes compensa

Tem como a gente acreditar na Justiça brasileira? O sujeito é condenado no Mensalão, o Supremo Tribunal Federal julga e pune com sete anos de cadeia, ele cumpre menos de um ano em regime semiaberto e agora é liberado pelo mesmo STF para cumprir o resto da pena em casa.

Que beleza!
Outro desvia milhões como Diretor de Marketing do Banco do Brasil, é preso, julgado, condenado, foge com documentos falsos, na Itália diz que fugiu para salvar sua vida, prisões no Brasil são o inferno, foi inocentado, solto, vai viver numa boa.
Rindo da nossa cara!

No Brasil, governo de novo o mesmo, com certeza outros condenados no Mensalão ganham liberdade já, escândalo da Petrobras será abafada, os presos estão mentindo, os acusados são todos santinhos.

Ai de quem disser o contrário!

Parece que o crime compensa, pelo menos para os poderosos e quem rouba muito nada acontece, cinco anos aqui, oito anos ali, ninguém fica na cadeia mais que um ano, basta trabalhar, estudar e bom comportamento e sai logo.

Só não pode ser pobre, nenhuma influência, ai vai preso, sequer condenado, vai mofar na cadeia, sem direitos a recursos e brechas na legislação.


Azar de quem é pobre. Este é o Brasil.

Justiça proíbe PM de usar armas e balas de borracha em protesto - COMO ASSIM?

QUE SERÁ QUE ESTÃO QUERENDO QUE A POLÍCIA FAÇA, DÊ A OUTRA FACE?

A Justiça de São Paulo proibiu, por meio de liminar, que a Polícia Militar utilize armas e balas de borracha em manifestações nas ruas. A decisão é do juiz Valentino Aparecido de Andrade, da 10ª Vara da Fazenda Pública da capital, que atendeu a pedido da Defensoria Pública de São Paulo. 

Na decisão provisória, o juiz obriga os policiais militares a usarem identificação visível com o seu nome e posto, e libera que as manifestações sejam filmadas pela corporação. Ele entende que “sprays de pimenta e gases podem, eventualmente, ser utilizados, mas em casos extremos”.

Segundo o juiz, dispersar uma manifestação só deve ocorrer em casos graves, “em que as circunstâncias demonstrem inequivocamente que a ordem pública esteja a sofrer forte abalo”. O conjunto de medidas, acrescentou o juiz, pretende “garantir o legítimo exercício do direito fundamental de reunião [manifestação]”.

Em sua decisão, o juiz diz que a Polícia Militar não soube agir durante os protestos no ano passado. “Era mesmo de se esperar que a Polícia Militar do Estado de São Paulo não soubesse agir diante dessas reuniões populares, porque o fenômeno sócio jurídico era, entre nós, novo”. disse.

Após a publicação da decisão, a Polícia Militar terá o prazo de 30 dias para informar, publicamente, um plano de ação em protestos, sob pena de multa de R$ 100 mil por dia.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que vai recorrer da decisão. “A Polícia Militar de São Paulo atua dentro dos estritos limites da lei e segundo padrões reconhecidos internacionalmente. A decisão judicial é provisória e será enfrentada por recurso próprio”, informou o órgão. 

FORA PT 1,2,3 LULA NO XADREZ". O povo acordou. RUMO A LIBERTAÇÃO !!!!

DIVULGUEM: agora a pouco na Av. Paulista " FORA PT 1,2,3 LULA NO XADREZ". O povo acordou. RUMO A LIBERTAÇÃO !!!!


video

Dilma, Lula e o PT acharam que ficaria tudo bem, vieram com aquela conversa mole de unir o Brasil e tudo mais. Aécio ensaiou entrar na onda, mas não adianta não vai rolar. O Brasil jamais será o mesmo se o PT continuar no poder. Queremos o impeachment de Dilma, investigação sem proteção dos envolvidos no "petrolão" ou a realização de novas eleições sem uso da maquina pública. Sem toda a roubalheira e o uso dos correios, por exemplo, sem questionamento por parte do TSE.

Queremos que os municípios e estados de oposição deixem de pagar os impostos federais, pagando somente em juízo, os municípios pagarão aos estados que repassarão em juízo. Dentro do prazo legal e portanto, dentro da lei. Vamos  juntos descapitalizar a máquina petista. Eu proponho a união de todos para que isso possa surtir efeito de fato.

UTILIDADE PÚBLICA - Segurados e pensionistas têm prazo para fazer recadastramento


Os segurados inativos e pensionistas do Instituto de Previdência Municipal de Lavras (Lavrasprev) devem ficar atentos aos prazos para fazer o recadastramento, de 29 de outubro a 13 de novembro, das 8h às 17h na UAITEC (Rua Raul Soares, nº 65, no Centro).

No ato do recadastramento os servidores deverão apresentar os seguintes documentos originais: carteira de Identidade; CPF; título de eleitor; carteira de habilitação; certidão de casamento, óbito ou averbação, conforme o caso; CPF do cônjuge; certidão de nascimento ou documento de identidade do(s) filho(s), e/ou dependentes e comprovante de residência.


O cronograma do recadastramento é o seguinte:

Nomes por ordem alfabética
Datas
A, B, C e D
de 29/10 a 30/10
E, F, G, H, I, J
de 03/11 a 05/11
K, L, M, N
de 06/11 a 10/11
O, P, Q, R, S, T, U, V, W, X, Y, Z
de 11/11 a 13/11

Os segurados que não se encontrarem no município no período do recadastramento poderão fazê-lo por meio de procuração pública atualizada, emitida por um Cartório de Registro Civil. Quem não comparecer terá seus benefícios suspensos até efetiva regularização de seu cadastro.

O recadastramento é estabelecido pela Portaria nº 00115/2014 e nos termos dos Artigos 82, I e 83, I, da Lei Municipal nº 3.082, de 16 de Dezembro de 2004, que dispõe sobre as obrigações dos segurados.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3826-6158. 

Aécio Neves agradece ao eleitorado e José Marcio comenta.

video

Os eleitores que votaram em Aécio Neves, aqueles quase 51 milhões de eleitores, não estão interessados em se unirem com os que elegeram Dilma e o PT de Lula. Eles votaram em Aécio, exatamente por que pensam diferente da oura metade, que diga-se de passagem também não é maioria absoluta do país. 

O que esses quase 51 milhões de eleitores querem é um país livre da corrupção e do comando do PT. As pessoas querem o fim da reeleição, mas o PT não! Eles querem a manutenção disso para se perpetuarem no poder. Os eleitores de Aécio hoje querem além disso, a divisão das águas, ou seja, não aceitarão a união antes são pela separação do de parte do país do modelo que ai está e que não está sob o comando do PT por meio da política do paternalismo.

A RESPOSTA DOS QUASE 50 MILHÕES PODE SER ASSIM:
O que se propõe é que todos os municípios que não estejam sob o controle do PT não paguem os impostos federais ao governo, fazendo isso legalmente juridicamente falando, em juízo. Mas pagando aos estados no lugar de pagar ao governo federal. Será uma maneira de mostrar a Dilma e ao PT a força que pode ter um Brasil independente. Não somos burros, somos brasileiros.

VEREADOR DE LAVRAS DA SHOW DE INJUSTIÇA EM PLENA SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL...

Este vereador se chama João Paulo Felizardo, ele usou algumas figuras políticas de nossa cidade para se eleger. Mentiu, enganou, usou a imagem dos outros durante a campanha em que se elegeu e depois cuspiu na cara deles. Migrou imediatamente após as eleições para o grupo opositor. Pasmem! Tornando-se o líder do governo de Marcos Cherem na câmara, dando a entender que tudo estava planejado assim desde o começo... Mais conhecido como "O INFILTRADO".
"PLACA DA RUA HERCÍLIA DE OLIVEIRA LOURENÇO SENDO COLOCADA"

ABAIXO O PROJETO APROVADO E SANCIONADO PELA PREFEITURA EM 2012



A maldade era tanta, que assim que se iniciaram os trabalhos na câmara ele se tornou fantoche pessoal do ex-prefeito cassado, sendo ele usado até hoje para execução de inúmeras maldades, atos que buscam atingir principalmente os adversários de seus donos. Então, nesse frenesi louco de arrogância e maldade, o vereador em 2013, foi mais uma vez ouvir seu mestre e dono de suas vontades lá na prefeitura. Chegando lá, seu mestre, através de seus subalternos bem pagos e bem mandados, lhe deu uma declaração mentirosa na qual afirmavam que a rua  HERCÍLIA DE OLIVEIRA LOURENÇO, não possuía denominação, sendo reconhecida apenas como rua um. Ignorando um projeto antecessor de autoria da ex-prefeita Jussara Menicucci de Oliveira, que foi aprovado, sancionado e teve placa colocada no local, causando profunda tristeza no esposo da senhora Hercília de Oliveira Lourenço. Pessoa simples que foi a câmara nessa segunda feira tomado por profunda indignação e tristeza e como os olhos cheios de lágrimas pelo ultraje cometido pelo vereador. 

DECLARAÇÃO MENTIROSA DADA PELA PREFEITURA EM 2013
Eu suspeito que o objetivo era atingir a ex-prefeita Jussara Menicucci, mas o tiro atingiu em cheio ao esposo da dona Hercília, que parou todos os vereadores na sessão dessa segunda feira pedindo ajuda pela sacanagem que fizeram com ele, que a mim, parece encomendada por aqueles que odeiam a ex-prefeita e vivem a acusando de várias coisas sem, no entanto, provar qualquer uma delas.

Para mostrar o teor da maldade mostro aqui o projeto de lei de junho de 2013 aprovado e sancionado pela prefeitura:




Eu tenho certeza de que se a família do senhor BENEDITO RAMIRO RIBEIRO soubesse antecipadamente da injustiça cometida, como também das contantes lágrimas que derrama o esposo da dona HERCÍLIA, eles jamais concordariam com esta injustiça imoral. Este ato é objeto de uma vingança política pessoal de Marcos Cherem e João Paulo Felizardo, mas que começa a atingir também pessoas comuns da comunidade. Maldade clara em que usaram terceiros para atingir a ex-prefeita, mas que acabaram atingindo outra pessoa no fundo de sua alma, causando enorme sofrimento. Isso é imperdoável meus amigos! Políticos assim deveriam ser extirpados de nossa cidade. Eu repudio veemente esse tipo de atitude. FORA JOÃO PAULO FELIZARDO E TODO SEU VENENO.

Nota de Ocorrências na abrangência da 6ª RPM - LAVRAS E CAMPO BELO

Produzida em 29/10/2014 referente às ocorrências de 28/10/14 e enviada, conforme solicitação.

ESTELIONATO

No começo da tarde de ontem em Lavras/MG, compareceu no posto policial da 54ª cia PM, a vítima, alegando que foi a uma casa lotérica na data 20/10/2014 para receber seu beneficio de seguro desemprego, onde foi informada pelo caixa da casa lotérica que seu pagamento estava cancelado, mas não soube  informar o motivo do cancelamento. Segundo a vitima, ela teria efetuado uma ligação telefônica para a agência bancária responsável, quando foi informada que seu pagamento estava realmente cancelado, e que ela teria que fazer a segunda via do cartão. De acordo com a vítima, após 06(seis) dias recebeu a segunda via do cartão e compareceu a uma casa lotérica, onde  constatou que seu pagamento não estava em sua conta. A vítima compareceu a agência bancária para tirar um extrato da conta, quando verificou que foram feitas  compras em estabelecimentos comerciais da cidade. Segundo a vítima, esta não emprestou seu cartão a ninguém e não sabe como conseguiram efetuar compras com cartão, porque seria necessário o uso da senha. A vítima relatou também que recebe R$724,00 (setecentos e vinte e quatro reais) de seguro desemprego, foram gastos R$723,30 (setecentos e vinte e três reais) e restou na sua conta poupança somente a quantia de R$3,13 (três reais e treze centavos). A vítima disse que nunca efetuou nenhuma compra através do débito do cartão.

FURTO DE  MOTOCICLETA.
Às 16H de ontem em Lavras/MG, o solicitante de 51 Anos compareceu ao Posto UAI, relatando que furtaram sua motocicleta Honda 125 Ano 1980, cor vermelha, placa de Lavras/MG, que se encontrava no porão de sua residência no Bairro Presidente Kennedy. Ajude a Polícia Militar a localizar esta motocicleta.


PESSOA LOCALIZADA.
Às 15H de ontem em Campo Belo/MG, compareceu a solicitante no Quartel da Polícia Militar, relatando que no dia 27/10/2014 às 18h e 30'registrou BO pelo desaparecimento de seu irmão. Ela informou, que seu irmão retornou para a família em perfeita condições físicas.

VEÍCULO RECUPERADO/ INCENDIADO.
ÀS 17H e 10' em CAMPO BELO/MG, a Polícia Militar foi acionada a comparecer ao POVOADO DO COROADO, mais precisamente em um cafezal, onde segundo denúncia havia um veículo incendiado. No local, os militares localizaram apenas a sucata/ ferragens do veículo que estava todo queimado. Ao consultar o sistema informatizado, verificou-se que se tratava do W/ GOL 1.0 G.IV de cor prata, ANO 2009 modelo 2010, que havia sido tomado de assalto no dia 21/10/2014.

FURTO DE VEICULO ( MOTOCICLETA)
ÀS 21H e 25'em LAVRAS, a Polícia Militar  foi acionada a comparecer no bairro DO RETIRO, próximo ao Clube Aymoré, onde o solicitante deixou sua motocicleta HONDA NX FALCON, cor preta, placa de LAVRAS, que estava estacionada e ao retornar para pegá-la não mais encontrou a moto.


ACO/6ªRPM
Porta Oficial de informação da Sexta Região de Polícia Militar
Confira diariamente todas as ocorrências e reportagens no Portal Corporativo da 6ª RPM

CÃES DE RUA AMEAÇAM TRANSEUNTES NO CENTRO DA CIDADE E OCUPAM PRAÇAS E CALÇADAS.

Depois de um mandato conturbado, pessimamente administrado por Marcos Cherem, as praças da cidade ficaram em condições deploráveis. Não receberam um só minuto de atenção por parte do déspota. Sabe-se inclusive, que o ex-prefeito deixou os cofres da prefeitura propositalmente vazios, um ato covarde, maldoso, perverso, mostrando um homem impiedoso que não da a mínima para a população da cidade, que naturalmente é a verdadeira atingida por suas maldades, a verdadeira herança maldita. Claro que não se poderia esperar outra coisa, depois de tanta maldade feita durante o seu desgoverno. Além do mais, andarilhos tomaram conta das praças sem a interferência de ninguém, seguidos dos pombos e dos cães, estes sim, formaram grupos e dominam as ruas da cidade em busca de comida. Será preciso talvez, um programa municipal de castração, essa medida poderia contar com a participação da UFLA. Quem sabe, esta medida possibilite conter ao menos a reprodução livre desses animais abandonados.

fotos feitas no domingo de votação no primeiro turno das eleições 2014
Os cães abandonados se amontoam no centro da cidade, além de sofrer o abandono também representam uma ameaça aos transeuntes, colocam em risco a segurança das pessoas que frequentam o centro da cidade. Ameaçam principalmente motociclistas e ciclistas que quase sempre são atacados quando passam próximos aos locais dominados por eles. Motociclistas e ciclistas são os principais alvos, mas a questão não está apenas relacionada aos ataques, que acorrem vez ou ou outra, mas principalmente nas questões de saúde publica. Talvez, tenha chegado a hora de implantar a lei que obriga proprietários a usarem ships em seus animais domésticos. Ficaria mais difícil abandonar um animal, uma vez que ele estaria devidamente cadastrado e a responsabilidade seria do dono.

Espera-se que a prefeitura tome providencias, já que estamos nos aproximando do final do ano e resolva esse problema dos cães abandonados nas ruas de Lavras. Quem sabe isso permita até uma melhoria considerável das praças que estão sem vida, sem cores e sem flores, precisando de uma revitalização urgente. Sem contar a necessidade da colocação de lixeiras novas em vários pontos estratégicos da praça e da região central. O governo cassado parece que ignorou ou não sabia que existiam praças na cidade...

OS POBRES ANIMAIS PRECISAM DE AJUDA!















POSTAGENS MAIS VISTAS

ARQUIVO DO BLOG